A SUTIL PEÇA DE RESISTÊNCIA DE AMILCAR NEVES

  • Marco Antonio de Mello Castelli Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Resumo

Há livros que são urgentes. Relatos de Sonhos e de Lutas, de Amilcar Neves, é um desses. Aproveito o fato de o mesmo constar da lista de leituras obrigatórias para o vestibular de2008, da UFSC, para lançar este breve comentário. O intuito está no desejo de instigarestudantes e professores do Ensino Médio (e a todos os que procuram por uma literatura maior nessa avalanche global de publicações). Mais do que isso, porém, os relatos de Amilcar exigem atenção para que se perceba a proeza em sua fatura estética. A tensão crítica que se impõe em cada conto coloca a obra mais à esquerda, dada a sutileza do tom vermelho a esparramar um melancólico sentimento de coisa perdida. Amilcar se apropria de uma técnica moderna, dirigindo seus textos como quem capitaneia um controle de tevê, como quem fotografa seqüências ligeiras, como quem gira o caleidoscópio do Aleph borgeano.

Palavras-chave: Literatura maior; Vestibular; Amílcar Neves; A Subtle Work of Resistance by Amilcar Neves

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como citar
DE MELLO CASTELLI, Marco Antonio. A SUTIL PEÇA DE RESISTÊNCIA DE AMILCAR NEVES. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 17-24, abr. 2007. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://bu.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/169>. Acesso em: 14 ago. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2007v1n1p17-24.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Literatura maior; Vestibular; Amílcar Neves; A Subtle Work of Resistance by Amilcar Neves