A TRADUÇÃO LITERÁRIA DO DISCURSO ESOTÉRICO EM “EROS E PSIQUE”, DE FERNANDO PESSOA

  • Fernando de Moraes Gebra Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO

Resumo

O presente artigo, produto de alguns estudos sobre tradução literária complementares à Dissertação de Mestrado intitulada O ritual esotérico no Cancioneiro Fernando Pessoa, aborda o processo de leitura do poema “Eros e Psique” de Fernando Pessoa-ele mesmo. Tal poema revela, na sua estrutura superficial, diversas figuras representativas de um sujeito desdobrado e de um espaço a ser percorrido como um ritual de iniciação, fundamentado na própria epígrafe do poema. Neste artigo, procuraremos verificar as possibilidades de leitura do poema em duas línguas neolatinas: o português, em que o texto foi escrito, e o francês, onde se deu a reescrita do texto, a sua tradução, não apenas lingüística mas também cultural.

Palavras-chave: Tradução; Tradução Literária; Fernando Pessoa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como citar
DE MORAES GEBRA, Fernando. A TRADUÇÃO LITERÁRIA DO DISCURSO ESOTÉRICO EM “EROS E PSIQUE”, DE FERNANDO PESSOA. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 65-72, abr. 2007. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://bu.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/170>. Acesso em: 14 ago. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2007v1n1p65-72.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Tradução; Tradução Literária; Fernando Pessoa.