O DIABO É O PAI DO ROCK: A IMAGÉTICA DO MAL NA MÚSICA ESTRANGEIRA

  • Pricila Reis Franz UFRGS

Resumo

Neste artigo, analisa-se a imagem do Diabo na música, em especial, no rock de língua inglesa, amparado pelo referencial teórico sobre Teopoética, em particular, nas obras de Nogueira, Cousté e Messadié.

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Nov 26, 2010
Como citar
FRANZ, Pricila Reis. O DIABO É O PAI DO ROCK: A IMAGÉTICA DO MAL NA MÚSICA ESTRANGEIRA. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 4, n. 1, p. 75-95, nov. 2010. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://bu.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/2093>. Acesso em: 13 ago. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2010v4n1p75-95.

Palavras-chave

Diabo. Rock 'n' roll. Imagem