VAMPIROS: O MITO É O NADA QUE É TUDO E DE TODOS

  • Salma Ferraz FURB

Resumo

O presente artigo pretende analisar a evolução da literatura vampiresca, começando pelo que chamamos de Vampiros Pré-Drácula, por Drácula de Bram Stocker, Entrevista com o Vampiro e Vittório, O Vampiro de Anne Rice, Crepúsculo de Stephenie Meyer e terminando com alguns textos escritos para o público infantil.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Jun 6, 2013
Como citar
FERRAZ, Salma. VAMPIROS: O MITO É O NADA QUE É TUDO E DE TODOS. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 6, n. 2, p. 234-258, jun. 2013. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://bu.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/3743>. Acesso em: 13 ago. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2012v6n2p234-258.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Literatura de terror. Vampiros, tradição e ruptura. Drácula a Crepúsculo.