PARALELOS POÉTICO-PICTÓRICOS ENTRE O CONTO DE FADAS A PEQUENA VENDEDORA DE FÓSFOROS E O QUADRO A LAVADEIRA

  • Véra Beatriz Medeiros Bertol de Oliveira Universidade Estadual de Maringá

Resumo

Este trabalho busca identificar as relações poéticas e pictóricas existentes entre a literatura e a pintura, especificamente aquelas encontradas na obra A Pequena Vendedora de Fósforos (1845), do escritor de contos infantis Hans Christian Andersen (1805-1875), e no quadro A Lavadeira (1863), de Honoré-Victorien Daumier (1808-1879). A partir da leitura de ambas as formas artísticas, nosso intuito é desvelar, na palavra e na imagem, os símbolos indicadores e intencionais que, ao atingirem nossa audição e nossa visão, suscitam um movimento inconfundível e indivisível de apreensão. Esse fato abre horizontes, a fim de que as múltiplas interpretações e reflexões dialéticas da criação artística ultrapassem os tempos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Nov 27, 2008
Como citar
OLIVEIRA, Véra Beatriz Medeiros Bertol de. PARALELOS POÉTICO-PICTÓRICOS ENTRE O CONTO DE FADAS A PEQUENA VENDEDORA DE FÓSFOROS E O QUADRO A LAVADEIRA. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 1, n. 3, p. 203-219, nov. 2008. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://bu.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/861>. Acesso em: 26 set. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2007v1n3p203-219.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Palavra. Imagem. Conto de Fadas. Quadro.