MANIPULAÇÕES NO CIBERESPAÇO: DISCURSO E LINGUAGEM DO TURISMO PANTANEIRO

  • Renan Ramires de Azevedo UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul http://orcid.org/0000-0002-3297-3021
  • Maria Luceli Faria Batistote UFMS - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Resumo

A presente pesquisa, de caráter qualitativo-interpretativista, busca analisar o funcionamento discursivo sobre a temática “turismo” na mídia, com o intuito de compreender como se dá a persuasão do sujeito, de modo a convencê-lo a adquirir determinado produto ou serviço ou, ainda, aceitar uma ideia como verdadeira. Dessa forma, selecionou-se a reportagem intitulada “Bonito: o paraíso brasileiro de ecoturismo no MS”, que por ventura está presente em dois sites da internet, de maneiras distintas, circunstanciando assim na análise, a comparação dos efeitos de sentido e sua eficiência no processo de condução do leitor. O embasamento teórico da pesquisa advém da Semiótica Greimasiana, por meio dos preceitos de Barros (1990) e Fiorin (2011), no que concerne à análise do funcionamento do plano do conteúdo, e à semiótica visual, desdobramento da francesa, com os estudos de Pietroforte (2007), norteando o desenvolvimento da análise no plano da expressão.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Ago 21, 2020
Como citar
RAMIRES DE AZEVEDO, Renan; LUCELI FARIA BATISTOTE, Maria. MANIPULAÇÕES NO CIBERESPAÇO: DISCURSO E LINGUAGEM DO TURISMO PANTANEIRO. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 14, n. 2, p. 114-127, ago. 2020. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://bu.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/8956>. Acesso em: 25 jun. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2020v14n2p114-127.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Semiótica Greimasiana. Turismo. Paraíso brasileiro.