A BUSCA DO PARAÍSO MITOLÓGICO PELAS CULTURAS INDÍGENA GUARANI E AFRO-AMERICANA

  • Raquel Pereira Bittencourt Uniandrade

Resumo

Este trabalho tem como objeto de estudo o nomadismo ou semi-nomadismo (na ótica do branco) ou migração (na visão do índio) da etnia tribal conhecida como guarani, que tenciona buscar a “Terra do sem Mal” em comparação com o mito dos afro-descendentes oriundos do Caribe, Estados Unidos e América, sobre o “Africano Voador”, que pretendem um retorno à África. Os mitos giram em torno do encontro da terra prometida, tanto por índios, quanto por afro-descendentes, com nomes e circunstâncias diferentes, mas com o mesmo ideal. O principal objetivo é demonstrar a aparente dicotomia entre os dois mitos e a ocorrência de modificação das características culturais do texto de partida em função dos interesses da cultura de chegada, que por sua tradição oral, foram se modificando com o passar dos tempos. A análise será realizada a partir dos pressupostos defendidos pelos escritores afro-descendentes e indígenas.

Palavras-chave: Guarani. Terra do Sem        Mal. Africano Voador.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Fev 25, 2009
Como citar
BITTENCOURT, Raquel Pereira. A BUSCA DO PARAÍSO MITOLÓGICO PELAS CULTURAS INDÍGENA GUARANI E AFRO-AMERICANA. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 2, n. 1, p. 59 - 68, fev. 2009. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://bu.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/974>. Acesso em: 26 set. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2008v2n1p59 - 68.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Guarani. Terra do Sem Mal. Africano Voador.