INVESTIMENTO AMBIENTAL E DESEMPENHO ECONÔMICO: UMA ANÁLISE DA RELAÇÃO DE CAUSA E EFEITO

Resumo

A relação entre investimentos ambientais e retorno tem sido amplamente analisada pelos pesquisadores que abordam os investimentos como determinantes dos retornos, ou vice e versa, ou ainda é estimada nas duas direções em outros estudos. Contudo, esses procedimentos não definem quem é causa e quem é efeito. Assim, o objetivo desta pesquisa é determinar a relação de causa e efeito, no sentido de Granger, entre investimento ambiental e desempenho financeiro. Para isso, utilizou-se o teste de causalidade de Granger, aplicado em modelo de Painel com efeitos fixos para as empresas, com dados de 97 companhias que compõem a Brasil Bolsa Balcão (B3) e publicaram seus investimentos ambientais conforme o balanço social IBASE ou o Relatório de Sustentabilidade Global Reporting Initiative (GRI), para o período de 1996 a 2017. As variáveis que representaram o investimento ambiental foram o Indicador Ambiental do Balanço Social IBASE e o item EN30 e EN31 do GRI. Para o desempenho econômico foram utilizados o Retorno sobre o Patrimônio (ROE) e o Retorno sobre os Ativos (ROA). Os resultados obtidos permitiram definir a causalidade no sentido de Granger, com um nível de significância de 10%,  de que o desempenho econômico determina os investimentos ambientais quando utilizado o ROA como medida de retorno, estabelecendo-se assim uma base para pesquisas futuras. Para o ROE, a relação de causa e efeito no sentido de Granger não foi definida, indicando a possibilidade de estudos futuros testarem a hipótese de que empresas com elevado ativo tenham, possivelmente, maiores impactos ambientais, o que poderia explicar o desempenho como determinante dos ativos ambientais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Jun 25, 2021
Como citar
ZANATTA, Mateus Dalbosco; ALVES, Tiago Wickstrom; KORZENOWSKI, André Luis. INVESTIMENTO AMBIENTAL E DESEMPENHO ECONÔMICO: UMA ANÁLISE DA RELAÇÃO DE CAUSA E EFEITO. Revista Universo Contábil, [S.l.], v. 16, n. 3, p. 50-67, jun. 2021. ISSN 1809-3337. Disponível em: <https://bu.furb.br/ojs/index.php/universocontabil/article/view/8542>. Acesso em: 14 ago. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.4270/ruc2020315.
Seção
Seção Nacional

Palavras-chave

Investimento Ambiental; Desempenho Econômico; Teste de Causalidade de Granger.