Menu Content/Inhalt
Home arrow Notí­cias arrow Santa Catarina ganha concurso de romance
Santa Catarina ganha concurso de romance Imprimir E-mail

Na presença do autor homenageado, a Secretaria de Cultura e Arte e a Editora da UFSC lançaram nesta quarta-feira pela manhã o Concurso Salim Miguel [Romance], o primeiro na história da universidade. O concurso responde à ausência atual no Estado de certames nesse gênero, considerado o mais difícil e trabalhoso. "Queremos incentivar autores catarinenses com a publicação da obra vencedora", assinalou a secretária Maria de Lourdes Borges.

À categoria romance seguirão nos próximos anos os concursos de conto e poesia. As inscrições abrem de 15 de outubro a 15 de dezembro, como parte das comemorações do aniversário da instituição. "Quer fazer por mim, faça agora". Com essa citação bem-humorada ao samba de Nelson Cavaquinho, o escritor Salim Miguel, 81 anos, ainda se recuperando de uma cirurgia de catarata, agradeceu a homenagem que relutou a aceitar, por não gostar de honrarias, segundo ele. Salim foi escolhido pela repercussão nacional de sua obra, com a qual já recebeu vários prêmios, entre eles o Juca Pato como intelectual do ano; revelação da Associação dos Críticos de Arte de São Paulo, e Prêmio Machado de Assis pelo conjunto da obra pela Academia Brasileira de Letras por ser ele próprio um exemplo de que literatura se faz da união entre talento e esforço pessoal. Há 14 anos o autor perdeu 70% da visão por conta de uma retinopatia progressiva, mas continua escrevendo e publicando romances que dita para a esposa, Eglê Malheiros, para o neto ou ajudantes. A iniciativa integra uma série de concursos que começa com romance e inclui contos, no próximo ano, e poesia no seguinte, retornando à primeira categoria em 2013 e assim sucessivamente, conforme definido pelo Conselho Editorial da EdUFSC. Para as primeiras categorias a Editora preferiu homenagear autores vivos, referendando os nomes de Salim Miguel para romance e de Silveira de Souza para contos. "Com o nome de Salim homenageamos não só nosso mais reconhecido autor, mas a geração do Grupo Sul representada por ele", justifica o editor Sérgio Medeiros. Já Silveira de Souza, que considera o contista catarinense mais representativo, terá dois livros lançados pela EdUFSC no dia 22 de outubro, às 17 horas, na Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC (Sepex): Ecos no Porão, coletânea inédita de contos e Desaforismos, tradução da obra de Franz Kafka para a língua portuguesa. Na categoria poesia, a homenagem foge à máxima de Nelson Cavaquinho e opta por uma referência póstuma a Lindolfo Bel.

Os romances concorrentes devem ser inéditos (inclusive em meio eletrônico) e redigidos em língua portuguesa. A obra vencedora será publicada em meados de 2011. Segundo o regulamento, publicado na página da editora: www.editora.ufsc.br, o autor deve ser nascido em Santa Catarina ou residente no Estado há pelo menos três anos. As inscrições devem ser realizadas pessoalmente na secretaria da EdUFSC, no horário comercial, ou enviadas por correio, contando a data de postagem, para o endereço: Editora da UFSC, Concurso Salim Miguel (Romance), caixa postal 476, Florianópolis, SC, CEP 88010-970. Ainda conforme o regulamento, o participante deve anexar três cópias impressas do original, contendo na folha de rosto apenas o título da obra e o pseudônimo do autor. No período de 16 de dezembro de 2010 a 31 de março de 2011, uma comissão composta de três membros escolhidos pelo Conselho Editorial da EdUFSC fará a avaliação e seleção dos originais inscritos. Haverá apenas uma obra vencedora, mas a comissão poderá fazer menções honrosas. O resultado do concurso será divulgado na primeira reunião do Conselho, que ocorrerá no mês de abril de 2011, e publicado no site da UFSC e da Editora. O vencedor terá direito a 10% da tiragem da obra ou a 10% sobre a venda dos exemplares.

Salim lembrou que não há hoje em Santa Catarina outro concurso nessa categoria. Como um dos mentores do prêmio Cruz e Souza, que se encontra desativado e nunca teve periodicidade regular desde sua criação em 1981, ele enaltece a importância desse tipo de realização. "Grandes nomes da literatura se projetaram com o incentivo de concursos e editais", lembrou o autor de Velhice e outros contos e Nur na escuridão, que nasceu no Líbano e aportou com a família em Biguaçu, aos dois anos de idade, na condição de imigrante. Além de beneficiar novos talentos, o prêmio poderá atrair autores catarinenses experientes, que têm dificuldade de perfurar a barreira do mercado editorial, acredita a secretária Maria de Lourdes. Pelo prazo exíguo de inscrição, a iniciativa privilegia obras já prontas que ainda não foram publicadas, mas Salim não refuta a possibilidade de algum escritor surpreender, como foi o caso do próprio Silveira de Souza, que escreveu seu premiado São Miguel em 50 dias para um concurso nacional da Editora Melhoramentos.

Para maiores informações, contate:   Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo , ou 99110524 e 37219459

Fonte: Raquel Wandelli, assessora de comunicação da SeCarte/UFSC

 
< Anterior   Próximo >

Artigos já publicados

No mundo dos livros de José Mindlin

capaEm “No mundo dos livros”, obra de poucas páginas e linguagem despretensiosa – uma “conversa”, como o próprio autor o define – Mindlin socializa conosco suas experiências de leitura, principalmente sob o aspecto afetivo, procurando incentivar o hábito da leitura e o culto a seu representante mais simbólico: o livro.

 

Leia mais...