Menu Content/Inhalt
Home arrow Notí­cias arrow Proler convida para palestras e lançamento de livro
Proler convida para palestras e lançamento de livro Imprimir E-mail

O Comitê Regional do Proler convida para duas palestras sobre Literatura Infantil e lançamento nacional do livro Mãenhê! Quinta-feira, 27, as 19 horas, no Auditório Carlos Jardim da Fundação Cultural de Blumenau. A entrada é gratuita. O momento de formação sobre literatura infantil oferecido pelo Proler visa ampliar os conhecimentos dos profissionais da educação e da cultura sobre a importância e a influência do livro e da literatura infantil no desenvolvimento da criança.

Entre os temas abordados estão: Além do bem e do mal: livros politicamente corretos para crianças, com Ilan Brenman e Ilustração: diálogo entre linguagens... uma experiência, com o ilustrador Guilherme Karsten. Além das palestras haverá o lançamento do livro Mãenhê! com texto de Ilan Brenman e ilustração de Guilherme Karsten, editado pela Brinque Book. As inscrições devem ser feitas pelo site http://comiteprolervale.blogspot.com/ onde também podem ser encontradas outras informações sobre a promoção.
 
Ilan Brenman
Mestre e Doutor em Educação pela USP, bacharel em Psicologia pela PUC de São Paulo, apaixonado por literatura infantil, juvenil, palestrante, consultor, formador de professores, contador de histórias e escritor. O despertar da paixão pela literatura infanto juvenil fez com que Ilan montasse um acervo de cerca de quatro mil livros, 800 contos na memória e mais de 30 livros já publicados.
 
Guilherme Karsten
Graduado em Publicidade e Propaganda, o blumenauense é artista plástico e trabalha com ilustrações e animação desde 2000. Vencedor do Concurso Nacional de Novos Ilustradores, promovido pela Brinque-Book Editora e Livraria da Vila de São Paulo, recebeu como prêmio, ilustrar o livro Mâenhê! do autor Ilan Brenman.

Fonte: Assessora de Comunicação: Marilí Martendal / Fundação Cultural de Blumenau

 
< Anterior   Próximo >

Artigos já publicados

"Enquanto Isso em Dom Casmurro" de José Endoença Martins

capaProvocador e experimental, Enquanto Isso em Dom Casmurro, no tempo do seu primeiro lançamento, dividiu águas na literatura produzida no interior de Santa Catarina, e reaparece agora ainda mais atual, problematizando esta nossa sociedade do pastiche, das aparências, onde tudo pode ser valorado pela plástica e pela capacidade de se tornar mercadoria, inclusive a própria Capitu, que paga com seu corpo o cachorro quente vendido na esquina.

Leia mais...